Carta 34: Sobre um aluno promissor

Na carta 34 Sêneca fala sobre a alegria que um bom aluno proporciona a seu mestre.

Em questões éticas e morais, Sêneca afirma que o desejo de ser correto é praticamente o que basta:

Uma tarefa começada é meio caminho andado”. É mais do que a metade, pois a questão de que falamos é determinada pela alma. Consequentemente a maior parte da bondade é a vontade de querer ser bom(XXXIV, 3)

A carta é concluída com uma frase forte:

“Se os atos de um homem não estão em harmonia, sua alma está corrompida.”

(imagem, Mestre e seus pupilos por Daniel Huntington)


XXXIV. Sobre um aluno promissor

Saudações de Sêneca a Lucílio.

  1. Eu cresço em espírito e pulo de alegria e esqueço a minha idade e meu sangue corre quente novamente, sempre que percebo, a partir de suas ações e cartas, quanto você se superou; o homem convencional que você deixou para trás há muito tempo. Se o fazendeiro se satisfaz quando sua árvore cresce e dá frutos, se o pastor se satisfaz com o aumento de seu rebanho, se cada homem considera seu discípulo como a si próprio como se ainda em juventude, – então, quais pensa serem os sentimentos daquele que treinou uma mente e modelou uma nova ideia, quando de repente ele percebe que esta está madura?
  2. Eu me dou o crédito: você é obra minha. Quando vi suas habilidades, coloquei as mãos sobre você, lhe incentivei, e não permiti que você fosse preguiçoso, mas lhe estimulei continuamente. E agora estou fazendo o mesmo, mas desta vez, estou torcendo por alguém que está na disputa, e isto me anima.
  3. “O que mais quer de mim então?, você pergunta, “a vontade ainda é minha”. Bem, a vontade é neste caso quase tudo, e não apenas a metade, como diz o ditado “Uma tarefa começada é meio caminho andado”. É mais do que a metade, pois a questão de que falamos é determinada pela alma[1]. Consequentemente a maior parte da bondade é a vontade de querer ser bom. Você sabe o que eu quero dizer com um bom homem? Alguém que é completo, definido, – e que não pode ser corrompido por nenhuma coação ou necessidade.
  4. Eu vejo esta pessoa em você, somente quanto se curva sobre o seu trabalho e garante que suas palavras e ações se harmonizam e correspondem uma a outra e são feitas a partir do mesmo molde. Se os atos de um homem não estão em harmonia, sua alma está corrompida.

Mantenha-se Forte. Mantenha-se Bem.

[1] Ou seja, o provérbio pode aplicar-se a tarefas que um homem executa com as mãos, mas é uma subavaliação quando aplicado às tarefas da alma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *